Tag: Itália


Dica de Milão: Pasticceria Marchesi

Dica imperdível em Milão para quem adora gastronomia e quer conhecer uma das mais famosas e tradicionais confeitarias de Milão, a Pasticceria Marchesi. Criada em 1824 e adquirida pelo grupo da Prada, a confeitaria agora tem dois endereços na cidade italiana.

Pasticceria Marchesi: Dicas de Milão

 

• Pasticceria Marchesi em Milão

Dicas de Milão: Pasticceria Marchesi

Super tradicional confeitaria de Milão, a Pasticceria Marchesi foi fundada em 1824 e até hoje fica no mesmo endereço, sendo uma confeitaria histórica e até símbolo da cidade. Com tanta tradição, assim que estive pela região, passei por lá para conhecer.

A pasticceria (palavra italiana para “confeitaria”) começou realmente apenas com uma confeitaria com doces e após 1900 também passou a ser um café. O endereço tradicional, na Via S. Maria alla Porta 11/a, é o mesmo desde sua abertura e lá é mais um “café rápido” sem lugar para sentar ou só para levar algo para casa/hotel (que a propósito é embrulhado nessa embalagem fofa do início do post com muito capricho).

 

Doces em Milão: Pasticceria Marchesi

Sobre os doces da confeitaria Marchesi: deliciosos! Realmente a confeitaria tem tradição por merecer, fui conhecer o endereço tradicional e experimentei alguns lá, não resisti, tive que levar outros para mais tarde. rsrs

Sobre valores, preço normal, para vocês terem uma ideia, essa bandejinha de doces o preço era por peso e custou apenas 5 €. (E eles eram deliciosos mesmo.)

 

• Endereços da Pasticceria Marchesi:

Pasticceria Marchesi

imagem: Pasticceria Marchesi

  • Endereço tradicional: Via S. Maria alla Porta 11/a, 20123 Milano (Não abre às segundas-feira).
  • Segundo endereço: Via Monte Napoleone 9, 20121 Milano.

O segundo endereço é o novo endereço aberto em 2015, após a confeitaria ter sido adquirida pela Prada. Diferente do endereço tradicional, o novo tem espaço com mesas e um design que é a cara da Prada.


Lago di Garda: Sirmione – Itália

Um dos lugares mais lindos que já visitei: a cidade de Sirmione que fica no Lago di Garda no norte da Itália, uma cidade muito linda e eu achei super gostoso de passear por lá. Ruas estreitas, casas coloridas e o Lago di Garda por praticamente todos os lados. Confira tudo que você precisa saber sobre Sirmione na Itália com muitas dicas de viagem.

Lago di Garda - Sirmione

 

Quem está planejando uma viagem ao norte da Itália não pode deixar de conhecer o Lago do Garda e a cidade de Sirmione é uma opção linda. Sirmione é uma cidade pequena, que é considerada “a joia do Lago di Garda”, com ruínas romanas e um castelo medieval com uma vista incrível para o lago, simplesmente amei essa cidade italiana.

Confira todas as minhas dicas de o que fazer na cidade, como chegar lá e várias dicas de viagem no vídeo logo abaixo. Se preferir, pule o vídeo e leia tudo aqui no texto após o vídeo.

• O que fazer em Sirmione?


Vídeo: Turismo Lago di Garda – Sirmione na Itália.

O Lago di Garda é o maior lago da Itália com 370 km2 e banha 20 cidades diferentes, Sirmione é uma península que fica ao sul do lago. Considerada como uma das cidades mais bonitas do lago, Sirmione fica na província de Brescia, na Lombardia, e uma cidade grande que fica próxima é Verona.
Os principais pontos turísticos de Sirmione ficam no seu centro histórico, que fica no final da península, ou seja, espere uma vista maravilhosa do Lago di Garda de todo lugar.

• Pontos turísticos em Sirmione – Lago di Garda:

Lago di Garda - Sirmione

Os 3 principais pontos turísticos em Sirmione e que você não pode deixar de conferir são: o próprio Lago di Garda (é claro), o castelo Rocca Scaligera e as ruínas chamadas de Grotte di Catullo (um dos lugares mais lindos que já visitei e com vistas maravilhosas das ruínas e do Lago di Garda). Primeiro vou falar um pouquinho de cada um deles e no final do post você confere algumas dicas de como chegar em Sirmione.

• Lago di Garda:

Lago di Garda - Sirmione

Se você vai ao Lago di Garda, é claro que o próprio lago é um dos principais pontos turísticos. Visitei Sirmione em maio de 2014 e, pelo menos durante a primavera, as águas são super claras e limpas. Como dá para notar na foto da península (a penúltima foto), o lago está pertinho de qualquer lugar, desde sua chegada ao centro histórico ao passear por lá, é impossível não avistá-lo. (more…)


Barberino Designer Outlet em Florença

Outlet em Florença (Firenze) com grifes como Prada, Dolce & Gabbana, Pinko, Michael Kors, Blumarine e muitas outras com até 70% de desconto. O Barberino Designer Outlet fica a 30km de Florença e é uma ótima opção de compras, especialmente para quem procura marcas de luxo a preços menores.

Firenze / Florença - Itália

Florença (ou Firenze em italiano) é uma cidade lindíssima, mas é claro que você encontra muito mais do que obras de arte e uma arquitetura incrível. Além das inúmeras boutiques italianas e internacionais na cidade, sendo uma das principais cidades da Itália, é claro que Florença não poderia deixar de ter um outlet com marcas de luxo ali pertinho.

O Barberino Designer Outlet parece uma villa e é super bonitinho, naquele estilo de outlets que tem pela Europa em que cada loja tem a sua “casinha” (assim como também são os outlets da rede Chic Outlet). Esse é do grupo McArthurGlen, que também tem outros outlets ao redor do mundo.

Barberino Designer Outlet em Florença

O outlet é um lugar gostoso para fazer compras, mas pode estar um pouco cheio. Quando estive lá, no início de janeiro de 2014, as lojas estavam um pouco cheias, eram os primeiros dias de janeiro, bem o período após o Natal. As marcas mais procuradas são as que costumam estar com as lojas mais cheias e com fila nos caixas. Se você for visitar o outlet em alta temporada, evite ir com muita pressa.

• Barberino Designer Outlet: Marcas

Barberino Designer Outlet na Itália

O Barberino Designer Outlet tem mais de 100 lojas com descontos de até 70% durante o ano inteiro. Além das tradicionais grifes italianas como Prada e Dolce & Gabbana, o outlet também tem marcas esportivas como a Adidas e Puma e outras marcas mais acessíveis como Guess e a Desigual.

O que muita gente sempre pergunta é “vale a pena visitar o outlet?”

Vale lembrar que as marcas de luxo, mesmo com seus descontos, não quer dizer que se tornam valores baratos, mas são bem menores que os originais da coleção vendida nas lojas. Quem procura produtos dessas marcas de luxo, com certeza vai encontrar peças e acessórios interessantes com preços bem mais atrativos. Visitei as principais lojas do outlet e as peças estavam bem bonitas e usáveis, são coleções passadas, mas não são peças feias, ultrapassadas ou totalmente fora de moda, são super usáveis. Especialmente as marcas que vendem sapatos e bolsas, é possível encontrar acessórios lindos e atemporais.

 

Furla tem outlet em Firenze

Separei uma lista com as principais marcas que você encontra nesse outlet próximo à Florença na Itália:

• Grifes: Blumarine, Bottega Veneta, Cavalli Class, Clarks, Corso Roma (multimarcas de sapatos de luxo), Furla, Hugo Boss, Lacoste, Michael Kors, Prada, Polo Ralph Lauren, Samsonite, Sunglass Time, Tomy Hilffiger, Trussardi, 7 For All Mankind.

• High street: Desigual, Guess, Levi’s, Pinko, United Colors of Benetton.

• Beleza: Douglas (multimarcas de cosméticos, perfumes e maquiagens), L’Oréal Paris.

• Esportivas: Nike, Adidas, Puma.

O Barberino Desginer Outlet também tem alguns cafés e, a propósito, para chocólatras de plantão, uma confeitaria de luxo da Lindt.

 

• Como chegar no outlet:

Mapa do Barberino Designer Outlet

Próxima à Firenze (Florença em português, mas fiquei muito acostumada com o nome original em italiano e sempre esqueço da “tradução”, rs) está a cidade de Barberino, então você já pode imaginar que o Barberino Designer Outlet fica em Barberino. Você pode chegar no outlet de carro ou com um dos serviços de transfer que outlet oferece saindo de Florença. Quando visitei o outlet, eu estava na casa de alguns amigos da família, por isso fomos para lá de carro.

– De carro:

Ir pela A1 de Florença com sentido para Bologna, depois pegara a saída Barberino di Mugello.

– Transporte do outlet:

O Barberino Designer Outlet oferece um shuttle diário que saí da Piazza della Stazione n.44 ou um transfer saindo de hotel das cidades de Firenze, Fiesole e Scandicci. Para as informações completas sobre como chegar lá, é só visitar essa página no site do outlet.

 

Outlet em Firenze na Itália / Florença

 

Barberino Designer Outlet: 
• Endereço: Via Meucci snc, 50031 Barberino di Mugello (FI), Itália.
Telefone: +39 055 842161 | Site: Barberino Designer Outlet.

 

Vai para Londres? Conheça a Oxford Street, o paraíso das compras em Londres. Para Paris? Conheça a Citypharma, com os melhores preços de cosméticos em Paris.


TOP 10 Castelos na Europa para encantar

Confira um TOP 10 castelos na Europa para encantar e conhecer muita história em sua viagem.

Simplesmente tenho uma fascinação indescritível por castelos e também inexplicável, toda a história por que já passaram e quanto mais antigo, melhor! Por isso, castelos sempre estão no meu roteiro de viagem para qualquer lugar que tenha um e a Europa é cheia deles. Separei um TOP 10 castelos na Europa que são encantadores e quase mágicos para vocês visitarem.

Castelos na Europa - Viagem

Na foto o Castelo de Neuschwanstein, um dos mais lindos e mágicos que eu já visitei.

Existe uma diferença entre castelo e palácio (castelo seria mais rural e eles surgiram para proteger os feudos na idade média, já o palácio é urbano), mas adoro visitar os dois tipos e a lista inclui castelos e palácios na Europa. Ambos foram criados para a realeza e nobres e, exatamente por isso, costumam ser super luxuosos.

Países como França, Itália, Alemanha e Reino Unido estão repletos de castelos e, claro, não são os únicos países na Europa a ter castelos e palácios maravilhosos, mas são os que estão nessa lista de castelos na Europa. Entre os mais famosos estão o Castelo de Neuschwanstein na Alemanha, o Palácio de Versalhes na França e o Castelo de Windsor no Reino Unido, que também estão entre os 20 castelos mais visitados no mundo (em lista divulgada pelo site Travel+Leisure).

 

1. Castelo de Neuschwanstein

Castelo de Neuschwanstein próximo a Füssen - Alemanha

Se você pensar em um castelo de conto de fadas, é o de Neuschwanstein que vem à memória. Dizem ser o castelo real que inspirou Walt Disney no castelo símbolo da Disney. O Castelo de Neuschwanstein é um castelo do século XIX que fica em Hohenschwangau, próximo a Füssen na Bavária (Alemanha). O castelo foi construído para Ludwig II da Bavária e foi aberto ao público após a sua morte, em 1.886. A foto mais típica do castelo é essa que abriu o post com o castelo de lado que é todo branco, mas a sua entrada é essa da última foto “cor de tijolo”.

O Castelo de Neuschwanstein é um castelo na Europa realmente incrível, que também tem vistas maravilhosas (como a da foto logo abaixo que ainda considero uma das mais lindas que já fotografei até o momento). Lá tem dois castelos, o outro é o Castelo de Hohenschwangau, esse amarelo que aparece nessa foto:

Vista do Castelo de Neuschwanstein

 

2. Palácio de Versalhes (Domínios de Versalhes)

Palácio de Versalhes - França

Outro entre os castelos mais visitados do mundo, o Palácio de Versalhes fica no Domínio de Versalhes, que na verdade tem 3 castelos: o Palácio de Versalhes, o Grand Trianon e o Petit Trianon. O palácio é o mais conhecido e muita gente às vezes nem sabe da existência dos outros dois ou especialmente do Petit Trianon. Mas os três são castelos lindíssimos e vale separar um dia inteiro para poder visitar os três em Versalhes.

A construção do Palácio de Versalhes começou com um pequeno castelo em 1624, mas foi Louis XIV que o tornou um dos maiores palácios do mundo na época. O Palácio de Versalhes é extremamente luxuoso, com muito ouro, dourado, luxo e ostentação. Com uma variedade de jardins e lugares para visitar, o Domínio de Versalhes é enorme, então prepare-se para andar bastante quando for visitá-lo. Próximo à Paris, você pode chegar em Versalhes com o trem regional de Paris e passar o dia visitando os castelos.

 

3. Louvre:

Louvre em Paris

Não se deixe enganar pelas modernas pirâmides do Louvre, o museu já foi um palácio e hoje é o 2˚ castelo mais visitado no mundo inteiro (com mais de 9 milhões de visitantes por ano). O Louvre original era uma fortaleza que teve sua construção completa em 1202 e hoje suas “ruínas” e descobertas arqueológicas estão no museu na área medieval.

De 1360 a 1380, a fortaleza foi transformada em um Palácio e passou a ser a residência da família real em Paris até a mudança com Louis XIV para Versalhes em 1682. E, após 1793, o Louvre passou a ser um museu. Como os grandes palácios luxuosos da Europa, além das obras de arte do museu, existe muito o que ver no Louvre, como as paredes e tetos que são obras de arte por si só.

 

4. Palácio de Hampton Court

Palácio de Hampton Court na Inglaterra

Na Inglaterra, o Palácio de Hampton Court ficou famoso por ser a residência do rei Henrique VIII. Ele começou a ser construído em 1514 pelo Cardinal Thomas Wosley e depois passou para Henrique VIII, que ampliou o palácio. Quem assistiu a série “The Tudors” ou conhece a história do rei, provavelmente está familiarizado com os nomes. Após Henry VIII, no século seguinte, o palácio foi ampliado para ser um rival do Palácio de Versalhes, por isso ele tem construções com arquiteturas tão diferentes. Esse é o outro lado do Palácio de Hampton Court: (more…)


A Beleza de Veneza – Pontos Turísticos – Parte 2

Em abril falei um pouco sobre Veneza (aqui), suas ilhas e alguns dos seus principais pontos turísticos (a Basílica de San Marco, o Palazzo Ducale e o Museo Correr). Nessa segunda parte, separei mais dois outros pontos turísticos da bela cidade para visitar: o Museo di Palazzo Mocenigo e Centro Studi di Storia del Tessuto e del Costume e o Ca’Rezzonico.

Veneza: Principais pontos turísticos da bela cidade italiana

• Museo di Palazzo Mocenigo e Centro Studi di Storia del Tessuto e del Costume:Palazzo Mocenigo em Veneza - ItáliaComo fashionista, o Palazzo Mocenigo era um dos palácios que eu mais queria visitar em Veneza, junto com o Centro Studi di Storia del Tessuto e del Costume, no palácio estão expostos vestidos e costumes dos séculos XVII e XVIII, além de um pouco sobre o percurso do perfume.

Foi o palácio mais cheiro que já visitei, no lugar do “cheiro de antigo” que alguns desses lugares tem, o Palazzo Mocenigo é super perfumado.

Roupas dos séculos XVII e XVIII no Palazzo Mocenigo em Veneza - Itália

Apesar de algumas salas terem expostas as vestimentas da época, também visitam-se as salas do palácio como em todos os outros, por isso, homens e pessoas não interessadas em moda também tem muito o que ver no Palazzo Mocenigo.

Roupas dos séculos XVII e XVIII no Palazzo Mocenigo em Veneza - Itália

Palazzo Mocenigo
Endereço: Santa Croce 1992, Veneza – Itália. | Horários: 10h – 16h (de 1˚ de novembro a 31 de março) e 10h – 17h (de 1˚ de abril a 31 de outubro). Fechado às segundas-feiras edias 25/12, 01/01 e 01/05. | Entrada: 8 euros. | Site oficial: Palazzo Mocenigo.

O Palazzo Mocenigo é um dos museus cívicos de Veneza que está incluso no Museum Pass, um passe super interessante para quem pretende visitar museus e palácios em Veneza, saiba tudo sobre o passe e os museus incluídos aqui: Museum Pass Venezia.

 

• Ca’Rezzonico:Ca'Rezzonico em Veneza - Itália

O Ca’Rezzonico é considerado o Museu do Séc. XVIII de Veneza, o palácio começou a ser construído em 1649 e foi finalizado pela família Rezzonico em 1756.

São várias salas, salões e andares para se visitar e muitas obras de arte, por isso, reserve tempo para visitar o palácio e não precisar passar correndo por tudo sem ter tempo de apreciar todos os detalhes (que são muitos!).

Ca'Rezzonico em Veneza: O museu do séc XVIII

Ca'Rezzonico em Veneza: O museu do séc XVIII

Ca’ Rezzonico:

Endereço: Dorsoduro 3136, Veneza – Itália | Horários: 10h – 16h (de 1˚ de novembro a 31 de março) e 10h – 17h (de 1˚ de abril a 31 de outubro). Fechado às terças-feiras e dias 25/12, 01/01 e 01/05. Entrada: 8 euros. (O Ca’Rezzonico também está incluso no Museum Pass de Veneza). | Site oficial: Ca’ Rezzonico.


Vitrine em Asolo na Itália

Itália: um país incrível e lindo em que a moda está por tudo, onde você encontra Prada por tudo e Giuseppe Zanotti em cidade de 36km².

No início do ano visitei uma cidade chamada Asolo, uma cidade medieval no norte da Itália. Deixando de lado a beleza da cidade (adoro lugares históricos, antigos e belos) e falando de moda, foi nessa pequena cidade italiana que comecei a perceber o real sentido de design na Itália, mesmo pequenas lojas, restaurante e bares são super “pensados”, cheios de estilo, essa é a itália!Asolo no norte da ItáliaEncontrei uma pequena loja com uma vitrine super criativa e não era a única em Asolo, outras lojas, inclusive de roupas vintages também tinham vitrines super arrumadinhas e diferentes do básico “manequim e a roupa”. Olha só essa aqui que no lugar das cabeças (ou a falta delas), substituiu-se por cabeças de animais:

Vitrine criativa de loja em Asolo na Itália

Em Bassano Del Grappa (onde eu estava morando), outra cidade que eu também chamaria de pequena, as vitrine também eram elaboradas além do modelo manequim-roupa, assim como várias outras cidades pequenas que visitei na Itália. Diferente da Alemaha, por exemplo, em que eu via muito o típico modelo básico em lojas menores e algumas multimarcas.

Não é à toa que a Itália é super conhecida pelo design, é super fácil perceber isso nas lojas, restaurantes e até nos bares.


Look do Dia em Sirmione no Lago di Garda – Primavera 2014

Ciao!

Para aproveitar meus últimos dias na Itália, na sexta-feira, fui conhecer o Lago di Garda e escolhi uma das cidades que fazem parte do lago, a que dizem ser a mais bonita: Sirmione. Adorei, a cidade é simplesmente linda!

Com a primavera na Itália, tempo de vestidinhos e pernas de fora. Entrei no clima balneário e apostei em um vestido com chapéu para conhecer a bela Sirmione:

Look do dia em Sirmione

Look do dia: Vestido: H&M | Bolsa: H&M | Sapatilhas: Arezzo | Lenço (pendurado na bolsa): Asos

 

Look do Dia em Sirmione no Lago di Garda na Itália

A foto foi na Grotte di Catullo, ruínas romanas que ficam em Sirmione e tem uma vista incrível para o Lago di Garda, um dos lugares mais bonitos que já visitei. Olha só essa vista maravilhosa:Grotte di Catullo em Sirmione, Lago di Garda na Itália.

Em breve escrevo um post sobre a cidade de Sirmione e o Lago di Garda na Itália, um lugar incrível para se conhecer.

UPDATE:

Quer saber tudo sobre a cidade de Sirmione no Lago di Garda na Itália? Dá o play e assista ao vídeo abaixo com dicas de turismo, o que visitar e o que fazer nessa belíssima cidade italiana:


Museum Pass de Veneza – Itália

No outro post sobre pontos turísticos de Veneza (leia aqui), comentei sobre o Museum Pass, para quem gosta de visitar palácios e museus, o Museum Pass é um passe que inclui 11 museus cívicos de Veneza e tem validade de 6 meses, para que você visite uma vez cada um deles.

Museum Pass de Veneza na Itália

Esse passe tem o valor de 24 euros e você pode comprar em qualquer um dos museus que fazem parte do Museum Pass de Veneza, são eles:

1. Palazzo Ducale
2. Museo Correr
3. Museo Archeologico Nazionale
4. Sale monumentali della Biblioteca Nazionale Marciana
5. Ca’Rezzonico
6. Museo di Palazzo Mocenigo e Centro Studi di Storia del Tessuto e del Costume
7. Casa di Carlo Goldoni e Biblioteca Studi Teatrali
8. Ca’Pesaro (Galleria Internazionale d’Arte Moderna e Museo d’Arte Orientale)
9. Museo Del Vetro
10. Museo Del Merletto
11. Museo di Storia Naturale

Em média, as entradas dos principais museus (como o Palazzo Ducale e o Museu Correr) custam 16 euros, ou seja, se você for visitar pelo dois deles, já compensa o valor do Museum Pass de Veneza. A Torre dell’Orologio faz parte dos museus cívicos de Veneza, mas ela não está inclusa no Museum Pass e sua entrada precisa ser comprada à parte.

Quando você compra o Museum Pass para visitar os museus cívicos em Veneza, junto você recebe um mapinha com a localização de cada um deles, facilitando programar suas visitas na cidade.

Quer saber quais são os principais pontos turísticos de Veneza? Leia aqui sobre os que já escrevi no blog.


A Bela Veneza – Pontos Turísticos | Parte 1

Como já comentei em alguns posts, nesses últimos meses estou morando em Bassano Del Grappa na Itália, que fica a uma hora de trem de Veneza, claro que não pude deixar de visitar a cidade e me encantar com a beleza dessa cidade rodeada por paisagens incríveis.Veneza na Itália e seus principais pontos turísticosParte desse texto foi publicada na 5˚ edição da Revista M MAG (é só clicar aqui para acessar a revista e lê-la de forma completa e online) e aqui no blog trago mais algumas informações práticas, para o post não ficar imenso, vou dividir ele em algumas partes de acordo com os pontos turísticos de Veneza.

Em uma cidade totalmente rodeada por água, as paisagens são simplesmente incríveis e se estiver um lindo dia de sol, prepare-se para passeios inesquecíveis. Para quem gosta de misturar turismo com moda, Veneza tem seus encantos e conta sua história através da moda no Museo di Palazzo Mocenigo, que também é um dos palácios mais cheirosos que já visitei (já que ele também aproveita para contar um pouco sobre o perfume), e no museu da renda – o Museo del Merletto – que fica na ilha de Burano. Ahh, as ilhas de Veneza, muito se engana quem esquece ou não conhece as várias pequenas ilhas como Murano, Burano e Lido, que também rendem ótimos passeios.

Pontos Turísticos em Veneza | ItáliaAo visitar uma cidade pela primeira vez, é impossível não pensar em seus principais pontos turísticos, quem vai à Veneza pela primeira vez precisa conhecer a Piazza San Marco, a Basílica de San Marco (exemplo da arte bizâtina) e o Palazzo Ducale, e o melhor de tudo é que todos eles estão no mesmo lugar. Para quem gosta do lado cultural e histórico da cidade, Veneza tem vários palácios e museus repletos de história. O Museo Correr e o Ca’Rezzonico também são dois palácios que valem a visita, não esqueça de reservar um tempo para eles, pois todos eles possuem várias salas para serem visitadas.

A Basílica de San Marco, o Palazzo Ducale e o Museo Correr são todos na Piazza San Marco, ótimos para se visitar seguidamente. Mas reserve tempo para o Palazzo Ducale e o Museo Correr, esse último tem um percurso integrado com o Museo Archeologico Nazionale e a Sale monumentali della Biblioteca Nazionale Marciana, ou seja, se você quer visitar os museus, não é algo que você vai fazer em meia hora.

• Basílica San Marco:Basílica de San Marco - Veneza | ItáliaEndereço: San Marco, 328, Venezia, Itália | Horário: 09:45 – 16:45h

• Palazzo Ducale (Dodge’s Palace):Palazzo Ducale em Veneza | ItáliaCom os tetos super trabalhados e repletos de obras de arte, o Palazzo Ducale é um lindo palácio na Piazza San Marco.

Endereço: Piazza San Marco, 1, Venezia, Itália | Horários:  08:30 – 19:00h (abril a outubro) / 08:30 – 17:30h (novembro a março). Lembre-se que a entrada fecha uma hora antes do horário final e não é possível mais visitar os monumentos, isso funciona em praticamente todos eles. | Preço da entrada: 16 euros

• Museo Correr, Museo Archeologico Nazionale e a Sale monumentali della Biblioteca Nazionale Marciana: Museo Correr em Veneza | ItáliaO Museo Correr em Veneza é um palácio lindo e junto com o percurso integrado com o Museo Archeologico Nazionale e a Sale monumentali della Biblioteca Nazionale Marciana é enorme, você saí de um e já entra no outro sem nem perceber.

Endereço: Piazza San Marco, 52, Venezia, Itália. | Horários:  10:00 – 19:00h (abril a outubro) / 10:00 – 17:00 (novembro a março) | Preço da entrada:  16 euros

Para quem gosta de visitar os palácios e museus, existe o Museum Pass que inclui os museus cívicos de Veneza em um único passe que é válido por seis meses e você pode visitar cada um dos museus uma vez. Esse passe tem o valor de 24 euros e você pode comprar em qualquer um dos museus que fazem parte do Museum Pass de Veneza, em alguns dias publico um post só sobre o passe para explicar melhor. Mas se você pretende visitar vários museus cívicos durante sua estada em Veneza, o valor do Museum Pass já compensa as visitas.

Se perder nas pequenas ruelas de Veneza também é um dos principais programas turísticos da cidade, andar próximo aos pontos turístico que estiver visitando e descobrir as joias escondidas de Veneza, aquela rua que não é tão conhecida mas que pode ter uma pequena ponte super charmosa, nada que um GPS no celular não resolva, afinal, é sempre bom achar o caminho de volta no final do dia. Apenas cuidado com os becos super estreitos, geralmente eles não levam a lugar algum e são sem saída.

Leia aqui a segunda parte: Pontos Turísticos de Veneza – Parte 2

Museum Pass de Veneza: Pague menos para visitar os pontos turísticos da cidade.

 

Quer mais sobre a Itália? Assista ao meu Guia de Viagem para Sirmione no Lago di Garda.


Achados na H&M Itália – Bassano Del Grappa

Como comentei no outro post, estive viajando pela Europa no último mês e agora em janeiro estou aqui na Itália em uma cidade chamada Bassano Del Grappa, perto de Veneza. A cidade é o que se chama de uma cidade média, tem algumas lojas e redes internacionais, como a H&M, e para passar o tempo, já encontrei alguns achados na loja e resolvi começar a compartilhar aqui no blog.

Os achados do dia foram dois sapatos (porque eu nem gosto de sapato #ironiaon) e uma bolsa. Sempre prefiro qualidade à quantidade e sei que não dá para esperar isso de produtos da H&M, mas dá pra se divertir e aproveitar nos looks. Assim como no Brasil, aqui também estamos em final de coleção e altas liquidações, já chegando ao fim para as trocas de coleções.

Adorei a sandália e quando conferi a etiqueta, eram 39.95€, o que já era barato, e saiu por [incríveis] 7 €:Sandália salto alto H&M - Itália Bassano Del Grappa

A bolsa foi outro achado, também custava 39.95€ e estava na liquidação da H&M por apenas 5 €. Dá para aproveitar em peças trend, aquelas que a gente sabe que não vão durar, nem a peça, nem a tendência.Bolsa H&M - Itália Bassano Del Grappa

Por último, a bota cinza que custava 34.95€ e também estava em liquidação por 7€:

Bota cinza - H&M Itália Bassano Del Grappa

Quem não se diverte em liquidação que atire o primeiro sapato.